Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2018

Histórico: satélite Vanguard 1 está há mais de 60 anos no espaço

Satélite Vanguard 1 sendo montado no topo do foguete lançador

A história da exploração espacial tem muitos feitos a comemorar nos últimos 60 anos. Desde o lançamento do primeiro satélite artificial, o Sputnik, em outubro de 1957, até as mais recentes descobertas feitas pelas sondas extraterrestres, os motivos para celebração não param de crescer, e se depender da vontade dos pesquisadores espaciais, ainda teremos muitas velinhas pela frente.

Em 17 de março de 1958, partia de Cabo Canaveral, na Flórida, o quarto satélite artificial feito pelo homem, o Vanguard 1. Poderia ser apenas mais uma informação sobre a grande corrida espacial do século 20 se não fosse por um pequeno detalhe: O Vanguard 1 é o mais antigo satélite que ainda orbita a Terra. Seus predecessores, Sputnik 1 e 2 e Explorer 1 reentraram na atmosfera pouco tempo depois de lançados.

Pioneirismo

Vanguard 1 foi o primeiro satélite a usar células solares para alimentação dos circuitos internos e foi lançado como uma das cont…

Belinda Parmar, a pioneira da tecnologia que proíbe aparelhos eletrônicos e telas em sua casa

'A tecnologia tem um lado negro e preocupante', diz Belinda Parmar

Belinda Parmar costumava se referir a si mesma como uma "evangelizadora da tecnologia".

Ela fazia visitas frequentes a escolas para incentivar meninas a explorar essa área de conhecimento e até mesmo recebeu da rainha Elizabeth 2ª a Ordem do Império Britânico, conferida pela Coroa por contribuições a artes e ciências, e, no caso dela, por ajudar a aumentar a participação feminina nessa indústria.

Hoje em dia, ela continua a ser uma entusiasta da tecnologia e da liberdade e benefícios que isso gera, mas também conheceu seu lado negro em primeira mão - e se preocupa em como isso pode afetar seus filhos.

Com base em novas pesquisas e sua experiência pessoal, ela acaba de lançar a campanha #TheTruthAboutTech (#AVerdadeSobreATecnologia, em inglês) para alertar adultos e crianças sobre os possíveis malefícios da tecnologia.

Parmar não tem problema em falar sobre o que a motivou a ter essa iniciativa. "…

Segredos da Ufologia Militar Brasileira | Marco Petit

O Ufólogo Marco Antonio Petit cedeu uma entrevista ao canal do Youtube, Rede Aquarius Online, onde discorreu informações recebidas de militares das três forças armadas (Marinha, exército e aeronáutica) do Brasil relacionadas ao avistamento de objetos voadores não identificados (Ovni).



FONTE: Rede Aquarius Online



Estudo examina a história das pequenas luas de Saturno

A formação de Atlas, uma das pequenas luas interiores de Saturno. A sua forma achatada, em forma de ravioli, é o resultado de uma colisão e fusão entre dois corpos de tamanho idêntico. A imagem é uma instantâneo da colisão, antes da reorientação da lua, devido às marés, ficar completa.
Crédito: A. Verdier

As pequenas luas interiores de Saturno parecem-se com ravioli e com "spaetzle" (massa alemã) gigantes. A sua forma espetacular foi revelada pela sonda Cassini. Pela primeira vez, investigadores da Universidade de Berna mostram como essas luas foram formadas. As formas peculiares são um resultado natural das colisões e fusões entre pequenas luas de tamanho semelhante, como demonstram simulações em computador.

Quando Martin Rubin, astrofísico da Universidade de Berna, viu as imagens das luas de Saturno, Pã e Atlas, na internet, ficou intrigado. As imagens obtidas pela sonda Cassini em abril de 2017 mostravam objetos que a NASA descreveu no seu comunicado de imprensa como &qu…

Novo estudo descreve processo geológico por trás das dunas de Titã

Tanto a imagem como a ilustração da região leste de Xanadu, uma região equatorial de Titã, revela uma paisagem alienígena complexa de montanhas, canais de rios e planícies. Os autores sugerem que as áreas brancas são terras altas, áreas elevadas onde finos revestimentos de material orgânico mascaram a camada gelada por baixo. As áreas azuis denotam regiões onde se acumulam materiais gelados.
Crédito: Jeremy Bossier

De acordo com um novo estudo, as dunas varridas pelo vento, em Titã, espalham-se por milhões de quilômetros a mais do que se pensava anteriormente e provavelmente foram formadas por processos geológicos semelhantes àqueles na Terra. As novas descobertas podem ajudar os cientistas a procurar vida ou os seus percursores moleculares na maior lua de Saturno.

O estudo, publicado na revista Journal of Geophysical Research - Planets, uma publicação da União Geofísica Americana, usa novos mapas de Titã para explorar duas questões sobre a maior lua de Saturno: como são formadas as …

E0102-72.3: astrônomos avistam uma estrela de nêutrons distante e solitária

Composição de E0101, no óptico e em raios-X.
Crédito: raios-X (NASA/CXC/ESO/F. Vogt et al.); ótico (ESO/VLT/MUSE & NASA/STScI)

Os astrônomos descobriram um tipo especial de estrela de nêutrons pela primeira vez fora da Via Láctea, usando dados do Observatório de raios-X Chandra da NASA e do VLT (Very Large Telescope) do ESO no Chile.

As estrelas de nêutrons são os núcleos ultra densos de estrelas massivas que colapsam e explodem como supernovas. Esta estrela de nêutrons recém-identificada é de uma variedade rara pois tem um campo magnético fraco e não tem uma companheira estelar.

A estrela de nêutrons está localizada no remanescente de uma supernova - conhecida como 1E 0102.2-7219 (abreviada E0102) - na Pequena Nuvem de Magalhães, a 200.000 anos-luz da Terra.

A nova composição de E0102 permite que os astrônomos aprendam novos detalhes sobre este objeto que foi descoberto há mais de três décadas atrás. Nesta imagem, os raios-X do Chandra têm tons azuis e roxos, enquanto os dados ó…

Telescópio virado para buraco negro dá um gostinho dos resultados incríveis que vêm por aí

Por: Leo Escudeiro

Talvez você se lembre que, cerca de um ano atrás, astrofísicos transformaram todo o planeta Terra em um telescópio para tentar conseguir uma imagem de um buraco negro. Essa imagem ainda não está disponível, mas o pessoal por trás desse “Telescópio Event Horizon” (EHT, na sigla em inglês) acabou de liberar dados de períodos anteriores de observação, e isso deixou a gente ainda mais ansioso pelos resultados finais.

Os cientistas têm certeza de que quase todas as galáxias têm um buraco negro supermassivo em seu centro — algo compacto, mas incrivelmente enorme cuja gravidade distorce tanto o espaço que a luz não pode escapar. O buraco negro da nossa galáxia é chamado de Sagittarius A* tem quatro milhões de vezes a massa do Sol. Os cientistas do EHT analisaram dados de 2013, que incluíam o primeiro telescópio do hemisfério sul acrescentado à rede do EHT. Mesmo usando apenas esses dados antigos, os cientistas estão ficando bem perto de verem o buraco negro.

Mais uma vez,…

Asteroide que matou dinossauros também reescreveu a história dos pássaros

Por: Ryan F. Mandelbaum

O asteroide que atingiu a Terra 65 milhões de anos atrás não foi uma droga apenas para os dinossauros. Ondas de choque provavelmente teriam derrubado árvores, incêndios teriam queimado florestas inteiras, e a menor quantidade de luz teria significado menos plantas. E se você fosse um pássaro que vivesse nessas árvores?! Essa era a sua casa!

Uma nova pesquisa mostra como o impacto teria decidido quais espécies sobreviveram e quais se extinguiram. Sem árvores, só os pássaros terrestres teriam sobrevivido. Isso certamente teria um profundo impacto sobre os tipos de espécies que ainda existem hoje — um empecilho na história da evolução que mudou o curso da vida para sempre.

“A eliminação das florestas basicamente deixou uma assinatura de longo prazo na história evolutiva das aves”, disse ao Gizmodo o autor do estudo, Daniel J. Field, um paleobiólogo evolucionário da Universidade de Bath. “Nós achamos que apenas espécies de aves não-arbóreas seriam capazes de sobre…

Estudo revela como a célula sabe o momento certo de se dividir

À medida que as células crescem em tamanho, as concentrações de proteínas necessárias à divisão celular aumentam, eventualmente saturando os locais de ligação e ativando 200 genes envolvidos na divisão celular.

Início do processo depende de quatro proteínas-chave, identificadas pelos cientistas

Como uma célula sabe quando se dividir? Sabemos que centenas de genes contribuem para uma “onda” de atividade ligada à divisão celular, mas para gerar essa onda, novas pesquisas mostram que as células devem primeiro crescer o suficiente para produzirem quatro proteínas-chave em quantidades adequadas. O estudo, publicado hoje (quarta) na revista Cell Systems, sugere uma possível trajetória para controlar o equilíbrio entre o crescimento e a divisão celular, que se relaciona a inúmeras doenças, incluindo cânceres.

"Há anos sabemos que as células devem atingir um tamanho específico antes da divisão celular, mas entender como as células sabem quando chegaram a esse limiar era um mistério"…

Políticos de Washington são favoráveis à discussão dos UFOs no congresso norte-americano

Políticos deram declarações favoráveis a uma audiência sobre UFOs no Congresso norte-americano

Site especializado em discussões políticas realizou encontro com vários representantes, e diante das revelações sobre programa do Pentágono a maioria se mostrou favorável a uma audiência pública sobre a matéria

O site Político, especializado na cobertura dos fatos da política norte-americana, realizou recentemente um evento para lançar uma área especializada em notícias envolvendo o espaço. O polêmico assunto do Programa Avançado de Identificação de Ameaças Aeroespaciais (AATIP) foi comentado, e a maior parte das opiniões foi favorável a uma discussão pública no Congresso norte-americano sobre o assunto. O Político também vem cobrindo a questão, e em dezembro publicou uma matéria sobre o programa do Pentágono algumas horas depois do The New York Times. O autor do artigo foi o editor de Defesa do site, Bryan Bender, que também escreve sobre assuntos espaciais, e no evento recente levantou o …

Divulgado arquivo do Pentágono descrevendo encontro com UFO Tic-Tac

O Nimitz acima e o Princeton abaixo ladeiam o navio de suprimentos Bridge

Documento descreve as ocorrências mas omite os nomes dos pilotos envolvidos

Desde dezembro último, quando o jornal The New York Times divulgou o estudo ufológico realizado pelo Pentágono, sob a alcunha de Programa Avançado de Identificação de Ameaças Aeroespaciais (AATIP), as atenções da mídia mundial têm mais e mais se voltado a esse fato. Naturalmente a Ufologia Mundial tem igualmente debatido intensamente as revelações e polêmicas ligadas ao caso. Entre as evidências apresentadas encontram-se os já famosos vídeos Tic-tac, Gimbal e Go-Fast, que podem ser conferidos abaixo, e para o veículo Las Vegas Now a equipe I-Team, comandada por George Knapp, conseguiu obter um relatório preparado pelo Pentágono que analisa o caso do UFO Tic-Tac.

O arquivo descreve como esse objeto, descrito como tendo 13,7 m de comprimento e formato de uma bala Tic-Tac, aparecia e desaparecia sobre o mar, próximo à costa da Califórnia, …

Um furacão em 2015 lançou raios de antimatéria em direção à Terra

Por: Ryan F. Mandelbaum

Quando você pensa em um mundo alienígena, talvez você imagine um lugar estranho, tempestuoso, com um ambiente inóspito, cheio de trovoadas e radiação extrema. Mas quem precisa de imaginação quando as tempestades aqui na Terra já emitem radiação, incluindo antimatéria, em direção ao solo?

Antes de continuar, vale lembrar um pouco do que se trata a antimatéria. O conceito consiste em uma matéria hipotética composta de antipartículas da matéria que conhecemos — em vez de prótons, antiprótons; em vez de elétrons, pósitrons e em vez de nêutrons, antinêutrons. O estudo da antimatéria é particularmente importante, pois acredita-se que ela ajudou na composição do universo e há quem aposte que ela ainda servirá como fonte de energia.

O furacão Patricia em 2015 foi o segundo ciclone tropical mais intenso já registrado, viajando até a costa do Pacífico no México, com ventos chegando a 345 km/h. Apesar das condições extremas, os cientistas ainda tinham trabalho pela frent…

Plutão pode ter se originado a partir de vários cometas

Pesquisadores analisaram dados coletados em missões espaciais e descobriram que o planeta-anão contém tanto nitrogênio quanto um possível congregado de cometas deveria ter

Desde o rebaixamento à “planeta anão”, conferido pela União Astronômica Internacional (IAU) em agosto de 2006, as facetas de Plutão vêm sendo estudadas e desvendadas pela comunidade científica mundial.

Dessa vez, a nova teoria é que Plutão foi formado a partir da junção de vários comentas. Isso é o que sustenta o recente estudo realizado por pesquisadores do centro Southwesr Research Institute, no Texas (EUA), realizado a partir da junção de dados coletados pela missão espacial New Horizons, da NASA, e das informações colhidas pela sonda Rosetta, da Agência Espacial Europeia (ESA).

“Desenvolvemos o que chamamos de ‘modelo cosmoquímico do cometa gigante’ da formação de Plutão”, disse o cientista Christopher Glein, da divisão de ciência espacial e engenharia do Southwesr Research Institute.

Glein e seu grupo estudara…

Pesquisadores encontram o "Santo Graal" da navegação e seus tesouros

RESTOS DOS TESOUROS DO NAVIO (FOTO: WHOI)

Descoberta do navio San José e itens preciosos equivale a US$ 17 bilhões

Depois de passar quase 300 anos perdido, o navio San José foi encontrado em águas colombianas em 2015. Mas só agora os cientistas do Woods Hole Oceanographic Instittution (WHOI), em Massachusetts, nos Estados Unidos, revelaram detalhes sobre a descoberta, que conta com tesouros até então dados como perdidos.

Com 60 armas diferentes e espaço para centenas de tripulantes, o veículo espanhol afundou durante uma batalha com a marinha britânica em 1708, matando a maioria dos marinheiros a bordo.

Pesquisadores tentam estudar o San José desde a década de 1980, quando um grupo chamado Armada da Busca Marinha (SSA, em inglês) foi proibida pelo governo colombiano de analisar os restantes do navio.

A equipe do WHOI só conseguiu localizar o que sobrou do SJ a partir de um submarino autônomo chamado REMUS 6000, que esbarrou no veículo e seus tesouros, que equivaleriam a US$ 17 bilhõ…

Quase todo lixo eletrônico do Brasil é descartado de maneira errada

Cada um de nós produz, em média, 8,3 quilogramas de e-lixo por ano; só 3% segue para centros de reciclagem

Dezoito meses é o tempo médio de vida de um novo smartphone. Conforme um novo aparelho chega às lojas, outros tantos são aposentados e, assim, o que era um artigo quase fundamental, vira um problema.

O mesmo acontece com computadores, televisões, videogames e câmeras fotográficas: no final, sobram 44,7 milhões de toneladas de lixo eletrônico todo ano, o equivalente a 4,5 mil torres Eiffel.

A estimativa é que, em média, sejam descartados 6,7 quilos de lixo eletrônico para cada habitante do nosso planeta. No Brasil, o problema não é menor. Sétimo maior produtor do mundo, com 1,5 mil toneladas por ano, estima-se que em 2018 cada um de nós jogará fora pelo menos 8,3 quilos de eletrônicos.

Apesar de um estudo com números de 2016 ter demonstrado que o reaproveitamento do material descartado naquele ano poderia render R$ 240 bilhões de reais em todo planeta, apenas 20% do lixo eletrôni…

Elon Musk divulga foto de veículo espacial Crew Dragon da SpaceX

Elon Musk mostrou mais um de seus equipamentos no último domingo (20) via Twitter. O CEO da SpaceX apresentou a chamada Crew Dragon, uma espaçonave desenvolvida pela empresa com o propósito de levar pessoas ao espaço em um futuro breve. O vaículo já foi testado para o transporte de cargas.

Em postagem tanto na rede social quanto no Instagram, ele descreve o objeto: “A SpaceX Crew Dragon dentro de em câmara anecóica para teste de EMI antes de ser enviada para a câmara de vácuo Plum Brook @NASA".

Musk se refere a um teste de interferência eletromagnética do veículo (com sigla EMI, em inglês). O aparelho é colocado em uma câmara anecóica, palavra que significa “sem eco”. Ou seja, é um local que absorve ondas sonoras e, assim emula o ambiente espacial. Com isso, os pesquisadores conseguem testar se o aparelho funciona sob estas condições.

SpaceX Crew Dragon ship in anechoic chamber for EMI testing before being sent to @NASA Plum Brook vacuum chamber pic.twitter.com/BckUBkroLw— Elon M…

Matrix ou Skynet? Programas vão se programar sozinhos

No nível proposto de independência dos programas de computador, as máquinas precisarão ser "morais", já que poderão ajustar seu comportamento por conta própria.[Imagem: Kevin Warwick]

Programas que se programam

Um grupo da Universidade de Lancaster, no Reino Unido, do qual fazem parte pesquisadores brasileiros, está se propondo a revolucionar o processo tradicional de desenvolvimento de software, virtualmente abolindo os programadores e colocando os computadores para montar seus algoritmos de forma autônoma.

Para isso, eles estão criando um vasto conjunto de pequenos blocos de código que os sistemas autônomos vão pegar e organizar da melhor maneira possível para realizar suas tarefas. Os sistemas também poderão escrever seus próprios blocos de código conforme necessário, encontrando continuamente melhores maneiras de realizar seu trabalho, tudo em tempo de execução.

O projeto é amplo e tem como objetivo geral a programação automatizada a partir de uma grande biblioteca de s…

Mude a cor da luz girando um botão

O aparelho atual, ocupando quase toda a imagem, foi reproduzido pelos minúsculos chips vistos na parte inferior da mesa. [Imagem: UCSB]

Controle de cor da luz

Existem lâmpadas e abajures que permitem mudar a cor da luz usando um controle remoto, mas essa mudança de cor é feita alterando a luminosidade de um trio de LEDs RGB - vermelho, verde e azul.

Mudar diretamente a cor de uma fonte única de luz - um único LED ou um laser, por exemplo - é bem mais complicado.

Tão complicado que exigiu uma enorme equipe para fazer a primeira versão miniaturizada desse equipamento.

E não se trata de um novo produto para abajures e iluminação, mas de um "sintetizador de frequências ópticas", um aparelho importante em aplicações que vão da detecção de compostos químicos (espectroscopia a laser) aos radares de luz (LIDAR) e à busca por exoplanetas ainda desconhecidos.

Sintetizador de frequência óptica

Para entender a importância desse aparelho, lembre-se dos rádios e TVs mais antigos, onde a …

Duas novas sondas serão as mais próximas do Sol

A Solar Orbiter da ESA vai capturar as primeiras imagens das regiões polares do Sol, onde a tensão magnética se acumula e é libertada numa dança vivaça. Com lançamento previsto para 2020, o estudo do Sol pela Solar Orbiter vai lançar luz sobre a estrutura magnética e as muitas forças que moldam a atividade solar.
Crédito: sonda - ESA/ATG medialab; Sol - NASA/SDO/P. Testa (CfA)

À medida que são desenvolvidas ferramentas cada vez mais poderosas para estudar o espaço exterior ao nosso Sistema Solar, aprendemos mais sobre o mar aparentemente infinito de estrelas distantes e os seus curiosos elencos de planetas em órbita. Mas há apenas uma estrela para onde podemos viajar diretamente e observar de perto - e é a nossa: o Sol.

Duas missões futuras levar-nos-ão, em breve, mais perto do Sol do que nunca, proporcionando a melhor chance, até agora, de descobrir as complexidades da atividade solar no nosso próprio Sistema Solar e de lançar luz sobre a própria natureza do espaço e das estrelas es…