Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro 10, 2017

Quão pequenos somos diante do universo? - Alex Hofeldt

Em 1995, cientistas apontaram o telescópio Hubble para uma área do céu perto da constelação Ursa Maior. Aparentemente, o lugar estava vazio, e o investimento era bem arriscado. Será que algo iria aparecer, e, em caso positivo, o que seria? E o que surgiu não decepcionou: uma imagem de cerca de 1,5 mil galáxias brilhando em uma parte ínfima do universo. Alex Hofeldt nos ajuda a entender o tamanho dessa imagem.

Lição de Alex Hofeldt; animação de Bliink.

Crédito da imagem do Campo Profundo do Hubble: R. Williams (STScI), Equipe do Campo Profundo do Hubble (Hubble Deep Field Team) e Nasa.

Ative a legenda em português.



FONTE: TED-Ed

Caso Varginha: Bastidores da Imprensa

Desenho Alberto Romero

Vários jornalistas e repórteres envolvidos com a investigação e divulgação do Caso Varginha - MG, ocorrido em 1996, fazem comentários sobre suas percepções pessoais e particulares.



FONTE: Enigmas e Mistérios

Veja mais sobre o caso: http://ufos-wilson.blogspot.com.br/2017/11/varginha-as-duas-faces-do-et-teaser.html

Arquivo ovni: Programa 1º Contato

A Ufologia teve um programa chamado Primeiro Contato. Foi um piloto/teste, que infelizmente não foi a frente, para tv foi apenas um, entretanto houveram outros 197 radiais. O Canal Casos Ufológicos resgatou 4 partes deste único programa.






FONTE: Casos Ufologicos

Ex-funcionário do Ministério da Defesa comenta planos contra um possível ataque alienígena

Para Nick Pope os alienígenas serão exploradores pacíficos, mas a humanidade deve estar preparada caso não forem

Nick Pope trabalhou no Projeto UFO para o governo britânico durante os anos 90, e fala sobre uma resposta de Grã-Bretanha e Estados Unidos contra extraterrestres

Durante os anos 90 fez imenso sucesso a série Arquivo-X, que contava as investigações paranormais e ufológicas dos agentes do FBI Fox Mulder e Dana Scully. Por isso, quando seu papel na investigação ufológica oficial do Reino Unido foi conhecido, Nick Pope recebeu a alcunha de "o verdadeiro Fox Mulder". Ele se tornou, após sair do Projeto UFO do Ministério da Defesa britânico (MoD) um defensor da liberdade de informações ufológicas, tendo participado de inúmeros eventos ao redor do mundo, inclusive no Brasil a convite da Revista UFO.

Nick Pope tem alertado para a possibilidade, remota mas teoricamente possível, de um ataque ou invasão alienígena contra a Terra. Mesmo sendo muito improvável, ele acredita …

Será que o próximo alvo da New Horizons tem uma lua?

Impressão de artista de 2014 MU69 (assumindo uma forma de amendoim) e de uma pequena lua.
Crédito: NASA/JHUAPL/SwRI

Os cientistas já estavam entusiasmados por ter aprendido este verão que o próximo alvo rasante da New Horizons - um objeto da Cintura de Kuiper a mais de mil milhões de quilômetros para lá de Plutão - pode ou ter a forma de um amendoim ou até mesmo ser dois objetos em órbita um do outro. Agora, novos dados sugerem que 2014 MU69 pode ter companhia orbital: uma pequena lua.

Esta é a teoria mais recente da equipa da New Horizons da NASA, à medida que continua a analisar dados telescópicos do alvo para o "flyby" do Dia de Ano Novo de 2019. "Nós realmente só saberemos o aspecto de MU69 quando passarmos lá perto, até só podemos entendê-lo completamente depois do encontro," afirma Marc Buie, membro da equipa científica da New Horizons, do SwRI (Southwest Research Institute) em Boulder, no estado norte-americano do Colorado, que forneceu uma atualização sobr…

Áreas brilhantes em Ceres sugerem atividade geológica

As áreas brilhantes na Cratera Occator - Cerealia Facula no centro e Vinalia Faculae para o lado - são exemplos de material brilhante encontrado no chão de crateras em Ceres. Esta é uma perspetiva simulada.
Crédito: NASA/JPL-Caltech/UCLA/MPS/DLR/IDA/PSI


Se pudéssemos viajar a bordo da sonda Dawn da NASA, a superfície do planeta anão Ceres teria um aspeto bastante escuro, mas com notáveis exceções. Estas exceções são as centenas de áreas brilhantes que se destacam em imagens que a Dawn já transmitiu. Agora, os cientistas têm uma melhor ideia de como estas áreas refletivas se formaram e como mudaram ao longo do tempo - processos indicativos de um mundo ativo e em evolução.

"Os misteriosos pontos brilhantes em Ceres, que muito cativaram tanto a equipa científica da Dawn como o público, revelam evidências do oceano subsuperficial passado de Ceres e indicam que, longe de ser um mundo morto, Ceres é surpreendentemente ativo. Os processos geológicos criaram estas áreas brilhantes e pode…

Vice-presidente do History Channel fala sobre a série Blue Book

A trajetória de J. Allen Hynek sera o grande destaque de Blue Book, nova série do History Channel

Expectativa é alta no canal para a produção dos episódios sobre a investigação oficial da USAF, e mais nomes foram confirmados no elenco

Blue Book, série em dez capítulos do The History Channel, já levanta grandes expectativas na Comunidade Ufológica Mundial. O interesse a respeito mesmo fora da Ufologia cresceu muito após o anúncio de que o grande pioneiro J. Allen Hynek será interpretado pelo ator Aidan Gillen. Este se tornou mundialmente famoso interpretando o personagem Petyr Baelish na aclamada série Game of Thrones da HBO. Ao lado dele vivendo Mimi Hynek, esposa do saudoso pesquisador, estará a atriz Laura Mennell. Entre os papéis de destaque de Laura se encontram o filme Watchmen, inspirado na história em quadrinhos de mesmo título de Alan Moore, e Thelma Harris na série O Homem do Castelo Alto, baseada no livro de mesmo nome de Philip K. Dick.

A série do History Channel terá prod…

A ilha 'bebê' do Pacífico que pode ajudar a encontrar vida em Marte

Conheça a ilha do Pacífico que pode ajudar na busca por vida em Marte

Jonathan Amos
Da BBC em Nova Orleans

Desde janeiro de 2015, cientistas da Nasa têm observado cuidadosamente uma das ilhas mais novas da Terra. Pode soar improvável, mas os pesquisadores acreditam que o lugar poderia ajudá-los a encontrar evidências da vida em Marte.

A ilha vulcânica Hunga Tonga Hunga Ha'apai (HTHH) começou a se formar em dezembro de 2014, no sul do Pacífico, após a erupção de um vulcão submarino. De lá para cá, sua forma tem mudado, já que ela tem sido atingida por ondas.

Para os estudiosos, a erosão do local têm características semelhantes às vistas no solo de Marte.

Se isso for verdade, é realmente intrigante. Na Terra, sabemos que onde quer que tenha processos de vulcões submarino há frequentemente condições para favorecer comunidades microbiológicas.

O que os pesquisadores veem surgir em Hunga Tonga Hunga Ha'apai (HTHH) consequentemente pode ser o tipo de um padrão para ajudá-los a ente…

Sinais do Céu - A Série - Ep. 1 - Explosão em Ubatuba (Teaser)

Sinais do Céu é um documentário de abordagem ufológica, estudo dos OVNI’s, que promete intrigar os conhecimentos e a definição da palavra “vida”. Por se tratar de um tema pouco abordado pela sociedade, porém, de grande relevância entre pesquisadores, interessados na área e pessoas que já vivenciaram acontecimentos inusitados, o documentário, de forma persuasiva, desenvolve-se ilustrando os lugares reais de um dos acontecimentos mais importantes da história da Ufologia – Caso Ubatuba 1957 – com pesquisadores que atuam constantemente nas narrativas, amostras recebidas e exames laboratoriais

O primeiro episódio do documentário aborda uma experiência vivida pelos moradores da cidade de Ubatuba, os quais presenciaram uma explosão de um OVNI (Objeto Voador Não Identificado) na Praia das Toninhas em setembro de 1957. Após esse acontecimento, foram encontrados alguns destroços que foram recentemente entregues ao pesquisador Edison Boaventura Jr, ufólogo a trinta e seis anos, que atualmente d…

Autora espanhola lança história em quadrinhos com temática ufológica

Capa de Encuentros Cercanos

Anabel Colazo tem se estabelecido como quadrinista na Espanha, e a HQ Encuentros Cercanos explora variadas facetas do enigma ufológico

A editora espanhola La Cúpula tem lançado vários volumes de histórias em quadrinhos com temas variados, sendo uma das mais bem sucedidas no mercado espanhol. Um dos destaques é a recém-lançada Encuentros Cercanos, da autora Anabel Colazo. Em seu primeiro trabalho, El Cristal Imposible, Anabel já havia recebido vários elogios com a trama de um garoto apaixonado por ciência e por catalogar seus achados, que encontra um cristal não identificado e parte em uma jornada em busca de magos e alquimistas a fim de desvendar o mistério.

No novo trabalho pela Editora La Cúpula, Encuentros Cercanos, Anabel Colazo mergulha na mitologia ufológica em uma trama desenhada em preto e branco, plena de referências ao seriado Arquivo-X. Colazo explica que sempre se sentiu atraída pelo mistério, e esse sentimento aumentou quando acompanhou as ave…

Em 2017, chegamos mais perto de encontrar vida fora da Terra

Busca por exoplanetas e pesquisas com microrganismos capazes de sobreviver a condições extremas estão entre os destaques das principais conquistas científicas de 2017 (iStockphoto/Getty Images)

'A Terra não tem nada de especial para que seja o único planeta do Universo a ter vida', diz Eduardo Janot, presidente da SBA

Por Leticia Fuentes

Já é praticamente consenso entre os cientistas que não estamos sozinhos no Universo. Com mais de dez bilhões de exoplanetas (fora do sistema solar) só na Via Láctea, é extremamente improvável que nenhum deles apresente condições suficientes para abrigar vida. Não se trata apenas de opinião: a astrobiologia é um ramo crescente da ciência que se dedica, justamente, a procurar vida fora da Terra. São milhares de instituições internacionais, algumas das mais renomadas do mundo, investindo muito dinheiro e desenvolvendo alguns dos equipamentos mais modernos da atualidade para descobrir algum sinal de vida extraterrestre. E 2017 foi um passo a mais…

Google entra no negócio de achar exoplanetas e identifica estrela que tem ao menos oito, como o Sol

POR SALVADOR NOGUEIRA

Nesta quinta-feira (14), a gigante Google entrou oficialmente no negócio de descobrir planetas fora do Sistema Solar. Um engenheiro de software do departamento de inteligência artificial da empresa é um dos dois autores de um artigo científico anunciando a descoberta de dois novos mundos cuja presença estava escondida nos dados brutos do satélite Kepler, da Nasa.

O Kepler-90i é um planeta rochoso e quente que orbita uma estrela um pouco maior que o Sol em apenas 14,4 dias. É um inferno escaldante, mas tem um particular: ele se soma a um sistema que já tinha sete planetas conhecidos. Com isso, a estrela Kepler-90 atinge a marca de oito planetas — a mesma do Sistema Solar.


Comparação do tamanho dos planetas de Kepler-90 aos do Sistema Solar. (Crédito: Nasa)

É a primeira vez que encontramos oito mundos num único sistema, fora o nosso próprio. O recorde anterior, sete, pertencia ao famoso sistema Trappist-1, a cerca de 40 anos-luz da Terra. Mas Kepler-90 está bem ma…

O controverso Planeta Nove, novo integrante do Sistema Solar que ninguém nunca viu

Mike Brown em palestra no Instituto de Tecnologia de Pasadena (EUA); ele afirma que ninguém conseguiu provar que sua teoria sobre o Planeta Nove está errada (Foto: Mario Anzuoni/Reuters)

Estudo científico que previu a existência de corpo celeste provisoriamente chamado de Planeta Nove tem dividido comunidade internacional nos últimos dois anos.

Ele tem dez vezes o tamanho da Terra e, por se encontrar 20 vezes mais distante do Sol que Netuno, precisa de 10 mil a 20 mil anos para completar sua órbita.

Seu nome, ainda que provisório, é "Planeta Nove", porque se trata nada menos que do nono membro do Sistema Solar. O problema é que ninguém o viu.

O astro foi descrito pela primeira vez há dois anos em uma pesquisa publicada na revista científica The Astronomical Journal e, desde então, divide a comunidade científica.

Mas os autores do estudo, Michael Brown e Konstantin Batygin, ambos especialistas do prestigiado Instituto de Tecnologia da Califórnia (Caltech), estão acostumados …

Biofábricas vivas construídas com impressão 3D

A ideia é usar tintas bacterianas para produzir minúsculas fábricas bioquímicas, selecionando as bactérias adequadas para gerar os produtos desejados. [Imagem: Bara Krautz]

Fábricas vivas

A impressão 3D não precisa mais ficar limitada à "matéria morta", como plásticos ou metais.

Uma equipe suíça desenvolveu uma biotinta para imprimir superfícies com bactérias vivas, tornando possível criar materiais biológicos capazes de quebrar substâncias tóxicas ou produzir materiais de alta pureza para aplicações biomédicas.

A ideia da equipe é usar suas tintas bacterianas para produzir minúsculas fábricas bioquímicas, selecionando as bactérias adequadas para gerar diversos produtos com as propriedades desejadas.

"Imprimir usando hidrogéis contendo bactérias tem um potencial enorme porque há uma grande variedade de bactérias úteis por aí. A maioria das pessoas só associa as bactérias com doenças, mas na verdade não conseguimos sobreviver sem bactérias," disse Patrick Rühs, do …

Plantas emitem luz usando enzima de vagalume

As plantas emitem luz, mas ainda insuficiente para leitura, como querem os cientistas - para esta foto um material reflexivo foi usado para aumentar o efeito da luz sobre as páginas do livro. [Imagem: Seon-Yeong Kwak]

Iluminação botânica

O filme Avatar brindou o público com um mundo imaginário exuberante, iluminado por plantas luminescentes e brilhantes.

A natureza não brindou a Terra com essas maravilhas - existem muitos organismos bioluminescentes por aqui, mas nenhuma planta -, por isso alguns cientistas estão trabalhando para tentar produzi-las artificialmente.

Seon-Yeong Kwak e seus colegas do MIT, nos EUA, obtiveram os primeiros sucessos na fabricação de plantas que emitem luz infundindo em plantas comuns a luminescência dos vagalumes.

A equipe afirma que essa tecnologia pode ajudar a reduzir nossa dependência da iluminação artificial.

"A visão é fazer uma planta que funcione como uma lâmpada de mesa - uma lâmpada que você não precisa ligar na tomada. A luz é, em última in…

O mundo oculto do teletransporte

Entenda o fenômeno que impulsiona experimentos com teletransporte, e que pode ser a via para a criação de computadores quânticos.

Por Salvador Nogueira

Uma das coisas mais intrigantes da mecânica quântica é que ela sugere que partículas podem se manter em contato, de algum modo, mesmo estando a um universo de distância. E o pior: esse contato se dá instantaneamente.

Foi o que Albert Einstein chamou jocosamente de “fantasmagórica ação a distância”. Sua intenção, ao falar isso, era descredenciar o que a teoria descrevia, sugerir que não passava de uma fantasia. Pois não só não era fantasia como hoje os físicos usam o fenômeno corriqueiramente no laboratório para realizar teletransporte.

Calma, não é nada como colocar o capitão Kirk numa plataforma e fazê-lo desaparecer para se rematerializar na superfície de um planeta distante. O que se desloca, no teletransporte quântico, é a informação.

A primeira demonstração, engenhosamente planejada pelo suíço Anton Zeilinger, na Universidade Inn…

Ataque com microondas teria afetado cérebro de diplomatas dos EUA

Ação misteriosa supostamente ocorreu em 2016; americanos acusam Cuba

Por Bruno Garattoni

No final de agosto, os Estados Unidos acusaram Cuba de atacar 24 diplomatas e funcionários americanos com um emissor de ondas sonoras, que teria sido instalado nas residências deles em Havana e provocado danos auditivos. Alguns funcionários da embaixada foram tão afetados que retornaram aos EUA, onde passaram por exames médicos. Na semana passada, o jornal inglês Guardian disse ter obtido infomações sobre os exames, que supostamente concluíram algo intrigante: os diplomatas teriam sido expostos não a ondas sonoras, mas a microondas, e seus cérebros apresentam alterações anatômicas por causa disso.

Segundo o jornal, que cita fontes não-identificadas do governo americano, os cérebros de alguns dos 24 diplomatas (o número não foi revelado) apresentam anormalidades na chamada massa branca: a parte do cérebro que é formada por células gliais, que dão suporte físico e fornecem nutrientes aos neurônios.…

Encontrado fóssil de pinguim do tamanho de um ser humano

O K. biceae, encontrado na Nova Zelândia, tinha 1,77 m, 100 kg e um bico mais comprido que o dos pinguins atuais.

Você gosta de pinguins? Então temos boas notícias: eles, como batatas de fast food, vem no tamanho grande. Muito grande.

Há 55 milhões de anos, caminhou pela Terra um pinguim de 1,77 m chamado Kumimanu biceae. O esqueleto da ave gigante foi descoberto encravado em uma rocha no sul da Nova Zelândia, e os resultados da análise saíram ontem na Nature. Para efeito de comparação, a maior espécie de pinguim que ainda existe, o pinguim-imperador (Aptenodytes forsteri), atinge cerca de 1,20 m. O que já é bem alto, mas ainda é duas réguas escolares mais baixo que seu parente fóssil.

O K. biceae era um pouco diferente dos pinguins contemporâneos: ao contrário das manchas brancas e pretas, provavelmente tinham as costas marrons. Seu bico era mais longo e sua aparência não era tão fofa assim. Além de ser um dos maiores pinguins já encontrados, ele também está entre os mais antigos. O…

Chuva de meteoros da constelação de Gêmeos ocorre nesta quarta e quinta: 'melhor do ano', diz Nasa

Gemínidas no Hemisfério Norte em 2016; chuva deve ser o mais brilhante do ano (Foto: Jeff Dai/Arizona State University)

Gemínidas poderá ser vista a olho nu no céu de todo o Brasil a partir das 21h30 desta quarta-feira (13).

chuva de meteoros da constelação de Gêmeos (Gemínidas) deve iluminar o céu a partir das 21h30 (horário de Brasília) na noite desta quarta-feira (13), com melhor visibilidade a partir da meia-noite. A agência espacial americana Nasa afirma que será a melhor chuva do ano.

O fenômeno poderá ser visualizado no mundo inteiro, inclusive no Brasil, a olho nu. O céu mais limpo, com o horizonte aberto, facilita a visualização.

"É a melhor chuva de meteoros do ano para os habitantes do hemisfério sul", diz Gustavo Rojas, astrofísico da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e membro da comissão de imprensa da Sociedade Astronômica Brasileira.

O astrônomo explica que a melhor visibilidade por aqui se dará porque a constelação de Gêmeos, onde ocorre a chuva, é …

Por que o homem não pisou mais na Lua?

Estados Unidos enviaram seis tripulações à Lua entre 1969 e 1972

Foi, nas palavras de Neil Armstrong, um pequeno passo para o homem, mas um salto enorme para a humanidade.

Em 21 de julho de 1969, às 2h56 no horário local (0h56 no horário de Brasília), um ser humano - no caso, Armstrong - pisou pela primeira vez na Lua. A notícia estremeceu o mundo. Outras cinco expedições americanas chegaram ali até dezembro de 1972, quando Eugene Cernan fechou o ciclo de alunissagens, ou seja, de pousos na superfície da Lua. Depois dele, nenhum homem voltou ao satélite natural da Terra em mais de 45 anos.

Muitas teorias de conspiração foram criadas deste então para apoiar a ideia de que as alunissagens nunca aconteceram e que as imagens que se difundiram não foram nada mais do que montagens feitas em estúdios de televisão. Mas os motivos, na verdade, são outros: dinheiro, relevância científica e, é claro, questões políticas.

Mas quase meio século depois, o governo dos Estados Unidos anunciou que pre…

O que é o 'excitonium', nova forma de matéria finalmente comprovada após 50 anos de buscas

O 'excitonium' existe como teoria na literatura especializada há cinco décadas

Na década de 1960, o físico americano Bertrand Halperin teorizou sobre a existência de uma nova forma de matéria, a qual ele batizou de "excitonium". Desde então, diversas equipes de pesquisadores conseguiram encontrar evidências de sua existência, mas nenhuma delas definitiva – até agora.

Cientistas da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, conseguiram provar que a tal matéria existe. Liderada pelo físico Peter Abbamonte, a equipe desenvolveu um método para demonstrar de cinco formas diferentes que o excitonium é real, segundo seu trabalho publicado na revista científica Science. "Esse resultado é de importância cósmica", disse Abbamonte.

O excitonium é um condensado, portanto, um sólido, formado por partículas chamadas "éxcitons". Essas partículas são compostas por um par improvável: um elétron que se excita, ou seja, se energiza, e passa de uma faixa de energ…

Marte: Como produzir oxigênio e combustível para a volta

O experimento MOXIE, que irá a Marte a bordo do robô da missão Mars 2020, é mais complexo e mais pesado do que a ideia dos pesquisadores portugueses.[Imagem: NASA]

Salvação da missão

A ideia de ir a Marte antes de colonizar a Lua anda meio em decadência ultimamente, por isso alguns pesquisadores estão procurando formas de facilitar a ida ao Planeta Vermelho - se for mais simples e mais barato, talvez valha a pena.

Vasco Guerra, da Universidade de Lisboa, em Portugal, faz parte desse time.

Ele lembra que a atmosfera de Marte consiste em nada menos do que 96% de dióxido de carbono.

Embora não seja suficiente para produzir um efeito estufa suficiente para aquecer o planeta, as moléculas de CO2 podem ser quebradas para produzir oxigênio respirável e monóxido de carbono, o precursor de um combustível que poderia significar um "posto de gasolina no planeta vermelho".

Quebra do CO2 com plasma

Guerra e sua equipe calcularam que criar um plasma de dióxido de carbono - uma massa de í…