Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro 29, 2017

O caso do objeto não identificado de Peruíbe, litoral sul paulista

O quadro do programa Fantástico, Detetive Virtual, teria resolvido o intrigante caso dando seu veredito, não levando em consideração os inúmeros testemunhos que presenciaram o contrário dito pela especialista, subestimando os relatos. Ana Maria Heuminski de Avila (Especialista em Ciências Atmosféricas, graduada em Meteorologia, mestrado em Agrometeorologia, doutorado em Engenharia Agrícola, pesquisadora e professora da UNICAMP), atribuiu o fato ao fenômeno natural provocado por instabilidades climáticas, que teria formado um MICROBURTS - microexplosões - causado por um deslocamento de ar intenso, proveniente da nuvem em direção ao solo, um vento de grande velocidade localizado que pode chegar a 90km/h.



Sobre o estranho barulho e clarão visto e ouvido por moradores da área, em que nada tem haver com trovões ou luzes de descargas elétricas, atribuídos pela pesquisadora, vemos o quanto a ciência ortodoxa, com raras exceções, esta distante e ignorante ao fenômeno. Por mais simples que se…

'Chupa-Chupa' de Colares: 40 anos depois, fenômeno permanece sem explicação

Colares ficou marcada pelo fenômeno (Foto: Wagner Santana)

O DIÁRIO DO PARÁ, iniciou uma série de 4 reportagens sobre o fenômeno que abalou os moradores do município, em 1977. Nesta reportagem, veja como tudo começou e os relatos das supostas vítimas dos óvnis em 1977. Naquele ano, a população de Colares enfrentou um fenômeno que ficou para sempre na história da cidade. Luzes iluminaram o céu da cidade, no nordeste paraense. Moradores teriam sido “atacados pela luz” e o sangue retirado através de um feixe de luz. Hoje, 40 anos depois, existem muito mais perguntas que respostas para explicar, de fato, o que foram aqueles corpos luminosos que sobrevoaram a região, em 1977 e criaram o mito popular do “chupa chupa”.

Em diversos municípios da região nordeste, como Viseu, Vigia e Santo Antônio do Tauá também há relatos sobre o aparecimento de corpos luminosos no céu. Até mesmo em Belém, as aparições teriam ocorrido. Jornais da época noticiaram que no início de novembro de 1977, moradores do…

Laika, a cachorra 'pioneira' enviada ao espaço há 60 anos em missão 'sem volta'

Esta matéria esta sendo postada a título de informação, pois sou contra qualquer tipo de experiência com cobaia animal, seja ele qual for e principalmente para missões espaciais. (Terry Wilson).

Artem Krechetnikov
BBC Rússia

Há exatos 60 anos, um ser vivo deixou, pela primeira vez, o planeta Terra rumo ao espaço: a cachorrinha Laika, lançada no satélite russo Sputnik 2, em 3 de novembro de 1957.

A pioneira de quatro patas não retornou. Tornou-se a primeira "vítima" das aventuras espaciais, encabeçando uma lista que aumentaria ao longo do tempo com outros bichos e seres humanos.

Entre 1948 e 1961, 48 cães, 15 macacos e dois coelhos abriram caminho para descobertas no espaço, sendo que 27 deles morreram em acidentes e devido a circunstâncias imprevistas durante a empreitada. Laika foi o único animal deliberadamente enviado para uma morte certa longe da Terra.


Lika foi enviada ao espaço quando não havia ainda tecnologia para voltar à Terra. A morte dela era certa...

Corrida esp…

A estrela mais próxima de nós pode estar cercada por um sistema planetário complexo

Por: Ryan F. Mandelbaum

Novas observações mostram que existe pelo menos um anel (mas possivelmente três) de poeira gelada em torno da estrela mais perto de nós, a Proxima Centauri. Isso poderia indicar a presença de mais planetas, de acordo com uma nova pesquisa.

Seria incrível se astrônomos pudessem simplesmente olhar para o céu com telescópios de resolução infinita e ver precisamente o que está acontecendo — mas eles não podem, mesmo para as estrelas mais próximas. Em vez disso, precisam fazer observações a partir de vários instrumentos, em vários comprimentos de onda, para juntar tudo e formar a figura completa. Depois de novas observações feitas da Proxima Centauri, usando o radiotelescópio Atacama Large Millimeter Array (ALMA), no Chile, existem indícios de que sua história seja muito mais rica do que o anúncio de um exoplaneta próximo da estrela em uma zona habitável.

“Esta poeira gelada está nos dizendo que poderia haver um sistema planetário com cinturões de asteroides”, Guil…

Conheça o incrível rover que a NASA está preparando para explorar Marte em 2020

Por: George Dvorsky

Se tudo for de acordo com o planejado, a NASA vai lançar seu próximo rover marciano em julho de 2020. A sonda robótica ainda está em construção, mas os primeiros sinais são de que o rover da próxima geração vai ser equipado com uma seleção impressionante de gadgets de tecnologia avançada.

O rover é atualmente construído no Laboratório de Propulsão a Jato da NASA em Pasadena, na Califórnia, e não tem um nome, além de “Marte 2020”. Como seus antecessores, o futuro rover vai examinar o Planeta Vermelho em busca de sinais de habitabilidade anterior, além de conduzir análises científicas da geologia, da atmosfera e de outros fenômenos naturais de Marte. Mas, diferentemente desses rovers que vieram antes, esse tem alguns truques a mais debaixo de manga.

Como anunciou a NASA nesta semana, a sonda vai ser equipada com nada menos do que 23 câmeras diferentes. São 13 câmeras a mais que as sondas Spirit e Opportunity e seis a mais do que a Curiosity. De suas 23 câmeras, nove…

Os 21 anos do Caso Haroldo Westendorff

Um dos mais extraordinários avistamentos de um piloto em território brasileiro aconteceu no Rio Grande do Sul, sobre a Lagoa dos Patos

No último 05/10/17, completaram-se vinte e um anos de um dos casos mais emblemáticos e impressionantes da Ufologia brasileira. Em 05 de setembro de 1996 o piloto gaúcho Haroldo Westendorff, bicampeão brasileiro de acrobacia, pilotava um avião Embraer Tupi de prefixo PT-NHT sobre a Lagoa dos Patos, nas proximidades da cidade de São José do Norte. Ele havia decolado às 09h00 daquele dia, e às 10h30 estava no trajeto de retorno ao aeroporto, em um dia ensolarado de nuvens esparsas e visibilidade quase ilimitada. No momento em que passava sobre a Ilha de Saragonha, a cerca de 1.800 m de altitude, Haroldo subitamente se viu diante de um gigantesco objeto que sobrevoava lentamente a região.

O UFO que estava a sua esquerda tinha formato de pirâmide, e sua base media impressionantes 100 metros. A altura, também estimada pelo piloto, estava entre 50 e 60 metros…

O Caso Baependi

Este incidente ocorreu no dia 16 de maio de 1979, na cidade de Baependi, Minas Gerais, e envolveu o contato direto de tripulantes alienígenas com o agricultor Arlindo Gabriel dos Santos. Este caso foi investigado pelo ufólogo Ubirajara Franco Rodrigues. No citado dia, Arlindo teria saído para procurar uma vaca desgarrada; porém, posteriormente ele admitiu que tinha mentido. Na verdade ele tinha saído para caçar com dois amigos. Na época ele teve receio de sofrer alguma sanção da polícia florestal por estar caçando, assim ele achou conveniente inventar a estória da vaca desgarrada. Uma mentira justificável, que não pode ser qualificada de forma a comprometer o testemunho de Arlindo. A razão de sua mentira é completamente compreensível.

Arlindo Gabriel dos Santos estava caçando com dois amigos e, quando eles estavam a uns seis quilômetros de distância da sede de sua fazenda, decidiram se separarem. Cada qual teria tomado um rumo diferente. Depois de um pequeno tempo, Arlindo avistou um o…

Céu da Semana - 30/10 a 05/11/2017

O alemão Johann Bode foi um dos astrônomos europeus mais importantes do século 18, criador da Uranografia, um dos últimos grandes catálogos astronômicos que utilizaram representações artísticas para identificar as constelações e que marcou o final da época clássica das cartas celestes.



FONTE: UNIVESP TV

Nova cavidade misteriosa é descoberta dentro da Grande Pirâmide de Gizé

A Grande Pirâmide foi construída durante o reino do faraó Quéops, entre 2509 e 2483 a.C. (GETTY IMAGES)

Jonathan Amos
Repórter de Ciência da BBC

Surgiu um novo mistério envolvendo as pirâmides do Egito: cientistas descobriram o que parece ser um grande vazio dentro da pirâmide de Quéops, conhecida como a Grande Pirâmide de Gizé.

Não se sabe por que a cavidade existe ou se ela abriga algo de valor histórico, já que não parece ser acessível pelos caminhos conhecidos até o momento.

Cientistas japoneses e franceses fizeram o anúncio depois de estudar o complexo das pirâmides de Gizé, nos arredores do Cairo, por dois anos.

Eles têm usado uma técnica chamada muografia, que é muito usada para estudar vulcões e consegue detectar mudanças de densidade significativas dentro de grandes estruturas rochosas.

Com 146 m de altura, a Grande Pirâmide é a maior das estruturas de Gizé e foi construída durante o reino do faraó Quéops, entre 2509 e 2483 a.C.


Além do grande espaço acima da galeria princip…

Série Relatos Extraterrestres: Observação de OVNI por tripulantes de embarcações

Na primeira foto o navio cargueiro Renata e na segunda foto o navio também cargueiro Patricia Ramos, ambos envolvidos no avistamento.

O ano de 1986 ficou marcado pela aparição de objetos voadores não identificados – OVNI nos céus do Brasil. Não apenas pela famosa “Noite Oficial dos OVNIs”, em 19 de maio de 1986, quando diversos objetos foram observados na região de São José dos Campos (SP) e aeronaves de combate decolaram para averiguar o fenômeno, mas por diversas outras ocorrências registradas em diferentes partes do país. Nos meses seguintes, surgiram vários relatos de objetos observados por civis, pilotos de aeronaves, controladores de voo e tripulantes de embarcações. O documento aqui apresentado se refere a um relato de observação de OVNI pela tripulação de dois navios brasileiros na noite de 12 de agosto.

Na imagem, Radiograma n° 74/4SC2, do Estado-Maior da Aeronáutica (EMAER), 12 de setembro de 1986. Fundo Objeto Voador Não Identificado (OVNI). BR_DFANBSB_ARX_261_p001,002



Par…

Esta estrelinha desafia teoria da formação de planetas hospedando um do tamanho de Júpiter

Por: George Dvorsky

Usando um inovador arranjo telescópico, uma equipe internacional de pesquisadores descobriu um distante gigante gasoso com aproximadamente o tamanho de Júpiter próximo de uma estrela com metade do tamanho da Terra. É considerado o maior planeta em proporção a sua estrela companheira.

Uma nova pesquisa publicada na Monthly Notices of the Royal Astronomical Society desafia teorias prevalecentes sobre a formação de planetas e quão grande eles podem ser em sistemas com pequenas estrelas, como uma estrela anã vermelha. A descoberta do NGTS-1b por Daniel Bayliss e Peter Wheatley, do grupo de astronomia e astrofísica da Universidade de Warwick, representa apenas o terceiro gigante gasoso a transitar por uma estrela anã M, e o maior planeta em comparação a sua estrela hospedeira. Anteriores a ele, o maiores planetas em proporção a suas estrelas eram Kepler-4b e HATS-6b, mas este novo planeta é considerado maior e mais pesado.

Bayliss e Wheatley avistaram o planeta usando …