Pular para o conteúdo principal

Seres humanos têm tanto olfato quanto os cães, revela estudo


Segundo pesquisadores, olfato dos seres humanos não deixa a desejar para olfato de outros mamíferos, como os cachorros (Foto: TIMOTHY A. CLARY / AFP)

Suposta inferioridade do olfato humano é mito. Cães são melhores para detectar odores da urina, mas humanos são melhores em detectar diferentes aromas de um bom vinho, por exemplo.

Os seres humanos têm um olfato que não deixa a desejar em nada a outros mamíferos, incluindo cães e ratos, cujo faro tem tanto prestígio - apontou um grupo de cientistas na semana passada.

Os pesquisadores afirmam que a suposta inferioridade dos humanos para distinguir uma ampla gama de aromas é um mito que se arrasta desde o século XIX.

"Há uma antiga crença cultural, segundo a qual para que uma pessoa seja racional e razoável, suas ações não podem estar dominadas pelo sentido do olfato, percebido como puramente animal", disse o professor adjunto de Psicologia John McGann, da Universidade de Rutgers, em Nova Jersey, principal autor desse trabalho publicado nesta quinta-feira na revista "Science".

"O bulbo olfativo humano, que transmite sinais para outras áreas do cérebro para ajudar na identificação de odores, está tão desenvolvido quanto em outros mamíferos e tem um número similar de neurônios", explicou.

"De modo que podemos nos equiparar, pela capacidade de detectar e de distinguir os odores, aos cães e aos ratos, que estão entre os melhores rastreadores do reino animal", acrescenta.

Depois de realizar uma série de estudos, os pesquisadores determinaram que os seres humanos podem distinguir até um bilhão de odores diferentes, muito mais do que os aproximadamente 10 mil mencionados nos Manuais de Psicologia.

Perda do olfato e Alzheimer

McGann acrescenta que os cães são, provavelmente, melhores para detectar os diferentes odores da urina, mas que o olfato humano é muito melhor para sentir os diferentes aromas de um bom vinho.

Os autores desse estudo acreditam que essa crença sobre a capacidade do olfato humano remonta ao neurologista e antropólogo francês do século 19 Paul Broca, que garantiu que o homem tem um aparelho olfativo limitado.

Segundo essa teoria, diferentemente dos animais, os homens dependem de sua inteligência para sobreviver, não de seu olfato.

Essa afirmativa influenciou, por sua vez, o precursor da Psicanálise, Sigmund Freud. Para ele, essa deficiência olfativa deixava os seres humanos mais vulneráveis às doenças mentais, lembra o acadêmico.

A ideia da inferioridade olfativa humana também foi alimentada durante décadas por estudos genéticos que revelaram que as ratazanas e os ratos tinham genes que afetam cerca de mil diferentes receptores sensoriais que se ativam pelos odores, contra apenas cerca de 400 nos humanos.

De acordo com McGann, não há elementos que apoiem a noção de que um bulbo (ou lóbulo) olfativo maior em relação ao restante do cérebro confira superioridade olfativa.

O pesquisador explica que a capacidade de sentir uma ampla gama de odores têm uma grande influência no comportamento humano mediante a ativação das emoções, ou fazendo ressurgir lembranças, desempenhando um papel importante na síndrome pós-traumática.

Uma perda do sentido do olfato, que diminui com a idade, também pode acarretar problemas de memória e doenças neurológicas como o Mal de Alzheimer, ou o de Parkinson, acrescenta o estudo.

FONTE: G1.COM

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça histórias de pessoas que foram abduzidas por Extraterrestres

As pessoas do mundo se dividem em dois grandes grupos e um terceiro bem pequeno.

Os dois grandes grupos são: aqueles que acham que ETs existem e aqueles que acham que ETs não existem.

Correndo por fora, existe uma minoria silenciosa que se mantém quietinha, aparentemente, porque, se essas pessoas disserem as coisas que elas sabem, ninguém acreditaria nelas.

Elas fazem parte do pequeno grupo que jura de pé junto ter feito contato com seres extraterrestres.

O fotógrafo nova-iorquino Steven Hirsch, de 63 anos, é um cara que, se não acredita nessas pessoas, pelo menos acredita no direito que elas têm de contar suas histórias do jeito que quiserem.

Por isso, ele criou um blog em que entrevista e fotografa gente que diz ter sido abduzida por alienígenas. O endereço é littlestickylegs.blogspot.co.uk.

- Eu não quero que os meus leitores tenham nenhum tipo de ideia pré-concebida sobre essas pessoas até qie eles vejam suas imagens e leiam suas palavras. Minhas entrevistas mal conseguem ir além…

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

O caso Roswell nordestino: Queda de UFO na Bahia, em Janeiro de 1995

Por Ufo Bahia: Nessa data, as 09:00 horas, uma in­formante do G-PAZ, "M" da TV BAHIA me ligou contando uma mirabolante his­tória de queda de um UFO em Feira deSantana(BA) a 112 Km de Salvador. Umfazendeiro de apelido Beto, tinha ligadopara TV SUBAÉ daquela cidade oferecen­do – em troca de dinheiro – um furo dereportagem; um disco voador tinha caído na sua fazenda e ele tinha provas e ima­gens do fato!
Apenas depois do meio dia, conse­gui – por fim – falar com Beto, que apóssua proposta de negócio, ante minha (apa­rente) frieza, me contou com bastante de­talhes o acontecido. Soube que tambémtentara vender suas provas a TV BAHIA,onde procurou o repórter José Raimundo:
"Ontem pela madrugada caiu algu­ma coisa na minha fazenda, dentro de umalagoa. Era do tamanho de um fusca; aqui­lo ficou boiando parcialmente submerso,perto da beirada. Tentei puxar como pude,trazendo para perto de mim, com uma vara.Aquilo parecia um parto... (quando seabriu uma porta) começou primeiro a sa…