Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2017

Os novos pneus sem ar da NASA, feitos de titânio, são quase indestrutíveis

Por: Andrew Liszewski

Estique uma Mola Maluca demais e, uma hora, a bobina de metal estará tão distorcida que não poderá mais voltar ao seu formato original. Isso é um problema enfrentado também por pneus de metal projetados para rolarem sobre a Lua e sobre outros planetas que nossos rovers estão explorando. Mas a NASA criou um alternativo, feito de titânio, que pode encarar qualquer terreno e sempre voltar à sua forma original de pneu.

Já que perfurar um pneu inflável dirigindo pela superfície da Lua teria sido um desastre, o Lunar Rover, entregue pela Apollo 15, tinha pneus sem ar feitos de molas de metal oco. Eles absorvem solavancos como um pneu de borracha cheio de ar faria, mas, com o tempo, essas molas de metal se distorcem e se deformam, até que fiquem disformes e não rolem tão eficientemente.

O que acontece é que, ao longo do tempo, as ligações entre as estruturas atômicas que compõem os materiais de um pneu de molas de metal são esticados ao ponto em que eles não conseguem …

Armazene energia solar como hidrogênio ou como eletricidade

Protótipo do dispositivo híbrido de colheita de energia. [Imagem: Reed Hutchinson/UCLA]

Hidrogênio solar

Surgiu mais uma esperança de transformar a tão sonhada economia do hidrogênio em realidade.

Este pequeno dispositivo - que no futuro deverá ficar bem maior - usa energia solar para criar e armazenar energia de forma econômica e eficiente, podendo ser usado para produzir hidrogênio para carros elétricos.

As células de combustível a hidrogênio e os supercapacitores - um tipo de bateria que armazena mais energia e também a libera mais rapidamente - tipicamente possuem dois eletrodos: um positivo e um negativo.

Este novo dispositivo possui um terceiro eletrodo, que funciona tanto como um supercapacitor, armazenando energia, quanto como um dispositivo para quebrar a água em hidrogênio e oxigênio.

Todos os três eletrodos se conectam a uma única célula solar que serve como fonte de energia. Com isto, a energia elétrica coletada pela célula solar pode ser armazenada de duas maneiras: elet…

Arthur C. Clarke

Arthur C. Clarke, homenageado pela astronomia e paleontologia


16/12/1917 - Minehead, Somerset, Reino Unido
19/03/2008 - Colombo, Sri Lanka

Por Antônio do Amaral Rocha

Nomeado Comandante da Ordem do Império Britânico, em 1998, aos 81 anos de idade, por relevantes serviços prestados à cultura do seu país, o escritor Arthur C. Clarke, desde menino apreciava ler velhos contos de ficção científica publicados em revistas americanas e tinha fascinação por astronomia. Após o curso secundário feito no Huish's Grammar School, a família de Arthur não tinha posses para matriculá-lo em uma universidade, então ele, desde cedo, começou a trabalhar. Seu primeiro emprego foi de revisor (auditor) de pensões no Departamento de Educação.

Em 1936, transferiu-se para Londres e devido ao seu interesse pelas ciências do espaço associou-se à British Interplanetary Society (Sociedade Interplanetária Britânica) e começou a contribuir com o "BIS Bulletin" e a escrever ficção científica.

Durante a …

Importante caso acontecido na Espanha completa 40 anos

Foto de dois UFOs próximos ao Monte Pusilibro na Espanha em 1977

Ocorrência ficou conhecida como Evento de Pusilibro e aconteceu na cadeia de montanhas dos Pirineus

Em Huesca, Espanha, o ano de 1977 foi movimentado, principalmente entre os meses de setembro, outubro e novembro daquele ano. Uma série de avistamentos de luzes estranhas ganhou destaque na imprensa, chamando atenção de pesquisadores como Juan José Benitez, e o caso teve maior repercussão ao ser publicado no jornal Nueva España, atualmente Diario del Alto Aragón. Fotos obtidas à noite foram igualmente publicadas, e nelas não foi encontrado qualquer sinal de fraude. As observações aconteciam na maior parte das vezes nas encostas do Monte Pusilibro, de 1.597 m de altitude, e de um pequeno grupo de testemunhas logo as ocorrências passaram a ser aguardadas por multidões que se reuniam próximo às montanhas, na tentativa de observar alguma coisa.

O jornalista Luis García Nuñez teve grande participação na divulgação nas notícias,…

Partículas fantasmas detectadas no lado distante da Terra reforçam teoria crucial da física

Por: Ryan F. Mandelbaum

Se algum dia formos realmente entender como nosso Universo funciona, vamos precisar de diferentes medições. Porém, tirar medidas pode ser uma das tarefas mais difíceis da ciência. Como, por exemplo, os cientistas medem algo invisível que atravessa diretamente, sem hesitação, matérias sólidas? As invenções que os cientistas criam para tornar isso possível são frequentemente incríveis — mesmo que as medições feitas tenham resultados completamente esperados.

Nesta quarta-feira (22), cientistas da colaboração IceCube anunciaram uma medição de física de partículas relativamente esotérica, mas fundamental: a taxa com que as elusivas partículas de neutrino interagem com outras partículas em suas mais altas energias. O resultado foi consistente com a teoria física. Mas foi preciso um telescópio enterrado em um quilômetro cúbico no gelo do Polo Sul apontando através da Terra para medir as propriedades de partículas produzidas do outro lado do planeta.

Ah, eu mencionei …

O ‘asteroide-charuto’ e um clássico da ficção científica

Realidade e ficção: Oumuamua e Rama (no detalhe), nossos primeiros visitantes (ESO/M. Kornmesser/Divulgação)

Um misterioso objeto de formato alongado vindo dos confins da galáxia cruza o sistema solar intrigando – e fascinando – cientistas da Terra. Esse cenário descreve os acontecimentos dos últimos dias na astronomia, com a descoberta do asteroide Oumuamua, mas também é a sinopse de um clássico da ficção científica publicado quatro décadas atrás.

Escrito em 1973 pelo britânico Arthur C. Clarke (1917-2008), Encontro com Rama conta a história do primeiro contato da humanidade com um objeto originário de fora do sistema solar. Inicialmente catalogado como asteroide 31/439, o corpo celeste forasteiro recebe um upgrade e é rebatizado com o nome do deus hindu Rama quando suas características únicas ficam evidentes.


Arthur C. Clarke (1917-2008)

“O objeto era um errante solitário entre as estrelas, fazendo sua primeira e última visita ao sistema solar – pois movia-se tão depressa que o cam…

Confirmados mais dois nomes na série Blue Book do The History Channel

Michael Harney e Ksenia Solo.

Produção em dez episódios será baseada em casos reais investigados pelo Projeto Blue Book, e centrada no grande pioneiro da Ufologia Mundial J. Allen Hynek

Mais dois nomes foram confirmados como parte do elenco da série Blue Book, produção do The History Channel. O ator Michael Harney, que participou de séries como JAG - Ases Invencíveis, NCIS: Los Angeles e Orange is the New Black será um militar da Força Aérea norte-americana (USAF). Já Ksenia Solo, de produções como Terra: Conflito Final, Lost Girl, Orphan Black e do filme Cisne Negro, viverá uma jovem que se tornará amiga da esposa de J. Allen Hynek.

Blue Book tem produção executiva de Robert Zemeckis, que ocupou o mesmo cargo no filme Contato, baseado no livro de mesmo nome de Carl Sagan, além de ter sido diretor da trilogia De Volta para o Futuro. O ator Aidan Gillen de Game of Thrones, série baseada na épica série de livros de George R. R. Martin, irá interpretar o protagonista da série, o grande …

EUA estão desenvolvendo plantas espiãs

Por: Jennings Brown

A Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa (DARPA) dos EUA quer usar bioengenharia para criar plantas que serão usadas pelo exército como espiãs.

A DARPA chama o projeto com cara de episódio de Black Mirror de Advanced Plant Technologies (APT). O objetivo final não parece ser criar uma planta que vai te dedurar quando você usa um negocinho mais ilícito, mas um “discreto e autossustentável” sensor orgânico que pode monitorar e remotamente reportar ameaças baseadas em “estímulos ambientais”.

A agência diz que a flora é a “próxima geração de coletores de inteligência”, apesar de no momento apenas usar plantas para detectar ondas eletromagnéticas, patógenos, radiação, químicos e ameaças nucleares. A DARPA também acredita que a tecnologia poderia ser usada por civis em comunidades que queiram usar as plantas para detectar minas terrestres.

Com base nas informações divulgadas pela DARPA, parece que o projeto usaria hardware existente e satélites para remotamen…

Confirmado: relâmpagos causam reações nucleares no céu

Por: Ryan F. Mandelbaum

Relâmpagos são um negócio maluco. São raios supercarregados de eletricidade se estendendo do céu ao solo que podem matar pessoas. Mas eles também podem produzir reações nucleares, de acordo com uma nova pesquisa.

Cientistas sabem há muito tempo que trovoadas podem produzir radiação de alta energia, como esta de dezembro de 2015, que atingiu uma cidade litorânea japonesa com radiação gama. Mas agora uma outra equipe de pesquisadores do Japão está relatando ter provas conclusivas de que esses raios gama estão desencadeando reações de alteração de átomos como as vistas em um reator nuclear.

Basicamente, escrevemos anteriormente que os cientistas “acham que raios gama de alta energia interagiam com nitrogênio na atmosfera, levando à produção de nêutrons”. Com esse novo estudo, publicado nesta quarta-feira (22) na Nature, uma equipe diz saber agora que isso está, de fato, acontecendo.

Trovoadas de inverno são comuns na costa do Mar do Japão, o que o torna um lugar …

Duas equipes encontraram, separadamente, provas de uma nova partícula exótica

Por: Ryan F. Mandelbaum

Alguns meses atrás, físicos observaram uma nova partícula subatômica — basicamente, um primo maluco e de nome estranho do próton. Sua mera existência deu energia a equipes de físicos de partículas para que sonhassem novas maneiras como a matéria se forma, se organiza e existe.

Agora, dois novos estudos usando diferentes métodos teóricos descobriram, de forma independente, outra partícula ainda mais maluca prevista pelas leis da física. Se descoberta em um experimento, ela forneceria provas conclusivas de toda uma nova classe de partículas exóticas chamadas tetraquarks, que existem fora das expectativas estabelecidas do comportamento das subpartes do próton, chamadas de quarks. E esse resultado é mais do que apenas matemática.

“Achamos que isso não seja completamente acadêmico”, disse Chris Quigg, físico teórico do Laboratório Nacional de Aceleradores Fermi, em entrevista ao Gizmodo. “Sua descoberta pode muito bem acontecer.”

Mas, antes, vejamos um pouco de fís…

Carl Sagan — O Homem Em Sua Arrogância

"A ciência moderna tem sido uma viagem ao desconhecido. Com uma lição de humildade esperando a cada esquina. Nossas ideias do senso comum podem estar erradas. Nossas preferências não determinam o que é verdade. Se almejamos um propósito cósmico, então que encontremos sozinhos um objetivo digno."
— Carl Sagan



FONTE: Canal Youtube Leandro Ricardo

Como é que encontramos um enxame de estrelas? Simples, basta contá-las

Uma vista de todo o céu de estrelas na nossa Galáxia - a Via Láctea - e galáxias vizinhas, com base no primeiro ano de observações do satélite Gaia da ESA, desde julho de 2014 até setembro de 2015. Este mapa mostra a densidade de estrelas observadas pelo Gaia em cada porção do céu. Regiões mais brilhantes indicam concentrações mais densas de estrelas, enquanto regiões mais escuras correspondem a zonas do céu onde são observadas menos estrelas.
A Via Láctea é uma galáxia espiral, com a maioria das suas estrelas a residir num disco com aproximadamente 100.000 anos-luz de diâmetro e cerca de 1000 anos-luz de espessura. Esta estrutura é visível no céu como o Plano Galáctico - a porção mais brilhante desta imagem - que está posicionada horizontalmente e é especialmente brilhante no centro.
As regiões mais escuras do Plano Galáctico correspondem a nuvens densas de gás e poeira interestelar que absorvem a luz estelar ao longo da linha de visão.
Muitos enxames abertos e globulares - agrupamen…

Do quintal de casa, brasileiro descobre cratera fantasma na Lua

Ao fazer observações a partir do quintal de casa em janeiro de 2012, o brasileiro Avaní Soares se deparou com uma estranha formação na superfície da Lua. Ela não constava em nenhum atlas lunar e ninguém jamais tinha visto ou ouvido falar sobre ela.

Astrofotógrafo e astrônomo amador, Avaní tem verdadeira paixão pela Lua e conhece cada cratera presente em sua superfície. Proprietário de um orquidário no interior do Rio Grande do Sul, Soares montou um observatório só para registrar as belezas do céu, em especial a Lua.

Como faz habitualmente, na noite de 5 de janeiro de 2012 Avaní iniciou uma nova sessão de fotos e ao estuda-las percebeu algo diferente na paisagem, uma espécie de depressão que nunca tinha notado antes.

"Pesquisei na internet, pedi ajuda de colegas no Brasil e no exterior para esclarecer o que poderia ser esta formação, pois acreditava que ela já deveria ser conhecida ou que outros já houvessem observado a mesma, mas não consegui encontrar nenhuma referência sobre e…

Brasil: estudo mostra que Cerro do Jarau foi criado por impacto de meteorito

A formação geológica de Cerro do Jarau, localizado no município gaúcho de Quaraí, na fronteira do Brasil com o Uruguai, há anos intriga os especialistas. A hipótese mais provável é que a enorme cratera tenha sido formada pela queda de um meteorito.

A cratera tem cerca de 5.5 quilômetros de diâmetro e desde 2007 o local vem sendo estudado por pesquisadores do Instituto de Geociências da Universidade de Campinas em São Paulo, Unicamp, que confirmou a origem geológica do Cerro do Jarau.

Até hoje, os pesquisadores buscam material rochoso que possa fornecer dados mais precisos para a datação do impacto do meteorito. As deformações que ficaram gravadas de forma permanente nas rochas do Jarau e a existência de determinados minerais ajudaram os cientistas a comprovar as suspeitas iniciais da formação do local.

"Com base na idade das rochas mais jovens afetadas pelo impacto, podemos dizer que o choque ocorreu há várias dezenas ou até uma centena de milhões de anos", disse o pesquisa…

Empresa imprime orelhas e narizes em 3D e almeja produzir órgãos humanos para transplante

Impressora usa biotinta para produzir cartilagens e pele com células humanas (Foto: Cellink)

Companhia sueca já produz biomaterial usado para pesquisas acadêmicas e farmacêuticas; avanços no setor esbarram em questões éticas.

Erik Gatenholm aperta o botão "start" na impressora 3D. Ele vai produzir partes do corpo humano em tamanho real.

Em ritmo frenético, a agulha da impressora rabisca uma placa de Petri com tinta biológica azul, que contém células humanas. Em cerca de meia hora, é possível ver um nariz surgir sob a luz ultravioleta.

Gatenholm, de 28 anos, é cofundador da Cellink, empresa sueca de pequeno porte líder no mercado global de bioimpressão.

Atualmente, a aplicação biomédica da tecnologia de impressão 3D é voltada para a fabricação de tecidos da pele e cartilagens, usados para testar novos medicamentos e cosméticos.

Mas Gatenholm acredita que, em duas décadas, será possível produzir órgãos humanos para transplante.

"O desafio sempre foi mudar o mundo da medi…

Objeto interestelar é diferente de tudo que já se viu no Sistema Solar, diz estudo

POR SALVADOR NOGUEIRA

Os grandes telescópios finalmente entraram na onda do estudo do ‘Oumuamua, o primeiro objeto interestelar a ser detectado numa passagem por nossas redondezas. Um estudo submetido à revista “Nature” e publicado em apenas 20 dias revelou que esse objeto é diferente de tudo que já se viu no Sistema Solar — extremamente alongado.

Recapitulando: o astro foi descoberto em 19 de outubro pelo telescópio Pan-STARRS, no Havaí, que se dedica à busca de bólidos espaciais próximos à Terra. Ao determinar a trajetória do astro, então provisoriamente conhecido pela sigla C/2017 U1, constatou-se que ela era fortemente hiperbólica, o que equivale a dizer que ele vinha de fora do Sistema Solar.

Também determinou-se que o astro não tinha traços de cometa, como originalmente se suspeitou, o que fez a União Astronômica Internacional trocar C/2017 U1 por A/2017 U1 (C de cometa, A de asteroide). Por fim, a “Fifa da astronomia” decidiu criar uma nova classificação para objetos desse tip…

O assassinato do presidente norte-americano Jhon Kennedy

O canal Nerdologia levanta algumas hipóteses que poderiam ter levado ao assassinado de Jhon Kennedy, um jogo conspirativo cheio de peças espalhadas que deixam tudo no campo das incertezas.



Para uma perspectiva sucinta da Guerra Fria, o livro The Cold War: A New History, de John Lewis Gaddis: http://amzn.to/2zVAANy
Sobre o procedimento de arquivos secretos no Brasil, temos duas leis principais. A Nº 12.527, de Novembro de 2011: http://bit.ly/1fIIV2i
E o Decreto 7.845 de Novembro de 2012: http://bit.ly/2zmW9Yz

SAIBA MAIS
Por conta da divulgação de documentos, o Washington Post está fazendo uma série de reportagens especiais sobre o assassinato e as teorias de conspiração: http://wapo.st/2zZrNZ5
A National Geographic fez um site específico sobre o caso, aproveitando um filme produzido em 2013: http://bit.ly/IVs43o
Os documentos sobre JFK divulgados podem ser acessados aqui: http://bit.ly/2ttUh9q
O irmão de JFK, Robert Kennedy, escreveu um livro de memórias sobre a Crise dos Mísseis de C…

Céu da Semana - 20/11 a 26/11/2017

Neste programa, introduzimos os mapas de Van Langreen e de Hevellius, os primeiros que apresentam os principais mares e crateras e montanhas da Lua.



FONTE: UNIVESP TV

Palestra: A Busca de Vida Extraterrestre

FONTE: Observatório do Valongo

Crânio de indígena que viveu há mil anos em MT será reconstruído em 3D

Réplica de crânio de indígena será exposta ao público (Foto: Gleber Nelson Marques/ Arquivo pessoal)

Indígena pertencia a etnia Xarayes e teria vivido na região de Descalvados, em Cáceres, no século 10. Local onde crânio foi encontrado era usado como cemitério por índios.

O crânio de um índio da etnia Xarayes, que teria vivido na região da Fazenda Descalvados, em Cáceres, a 220 km de Cuiabá, há mil anos, durante o século 10, será reconstruído pelo designer Cícero Moraes, em parceria com pesquisadores da Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat).

O rosto finalizado será apresentado durante o evento “Escola Regional de Informática – Mato Grosso”, que deve acontecer entre os dias 27 e 29 no campus da Unemat, em Cáceres.

Além disso, uma versão impressa em 3D e pintada pela artista plástica Mari Bueno ficará exposta ao público, a partir do ano que vem.


Crânio foi encontrado por pesquisadores em 2011 na Fazenda Descalvados, em Cáceres (Foto: Gleber Nelson Marques/ Arquivo pessoal)

Segu…

A 'neurocientista' de 7 anos que faz sucesso ensinando ciência na internet

Amoy é norte-americana e, graças ao Facebook, se transformou em "professora de ciência" com apenas sete anos

Amoy Antunet Shepherd tem 7 anos e, ainda que esteja na escola primária, suas ambições são grandes: quer ser neurocirurgiã.

E até já começou a dar aulas pela internet. "Hoje vamos ver como funciona um neurotransmissor chamado GABA", anuncia em um dos seus vídeos mais populares no Facebook.

"Não, não me refiro a Yo Gabba Gabba (série de televisão infantil norte-americana) , mas sim ao ácido gamma-aminobutírico", complementa, exibindo um sorriso.

Com uma explicação teórica digna de um professor universitário, mas com as palavras que usaria uma menina, Amoy também mostra seu laboratório.

"Estes são meus tubos de ensaio", diz, apontando para pequenos cilindros. "E estes são meus béquers (recipientes de vidro usados em laboratório)", acrescenta, mostrando os instrumentos para a câmera.

"Aqui estão minhas provetas. E estes são a…

Incrível relato de um avistamento ovni no Chile em 1997

Os avistamentos e contatos com objetos voadores não identificados (Ovnis) não são novos na Província de Malleco no Chile. Neste setor da IX Região, tem sido qualificado pelos investigadores no tema como uma "zona quente", forma que se denomina locais onde há alta frequência de avistamentos. Este relato foi retirado dos arquivos do ex oficial de Carabineros, Raúl Gajardo Leopold, que há muitos anos é membro do Centro Investigador de Fenómenos Aéreos Anómalos (Cefaa) que faz parte da Dirección de Aeronáutica de la Fuerza Aérea de Chile.

Relato

Depois de vários meses, o técnico agrícola Jesús Martín Contreras com 36 anos na época do fato, relatou a extraordinária experiência que mudou sua forma de ver o mundo. Aos fins de junho de 1997, aproximadamente ás 19:30 h (Horário local), depois de haver anoitecido e o céu repleto de estrelas, voltava de automóvel vindo de Los Sauces à Angol, acompanhado do seu amigo funcionário público em Purén, Israel Luengo (42 anos na época).

Falt…